Make your own free website on Tripod.com
 
 
Título: Terço dos Ensinamentos
Autor(a): Marco Antonio Antunes
 

 

Terço dos Ensinamentos

(O SERMÃO DA MONTANHA)


A ORAÇÃO DO TERÇO DOS ENSINAMENTOS É UMA OPORTUNIDADE DE MEDITAÇÃO DA PALAVRA DE DEUS CONTIDA NOS EVANGELHOS ( QUASE SEMPRE MATEUS) , MAS PRINCIPALMENTE NOS CAPÍTULOS CONHECIDOS COMO SERMÃO DA MONTANHA. REZA-SE O TERÇO COMO UM TERÇO NORMAL, MAS NAS DEZENAS , ANTES DE CADA AVE-MARIA, MEDITA-SE SOBRE ENSINAMENTOS DE JESUS. É COMO SE CADA TRECHO FOSSE UM
PASSO A MAIS QUE DAMOS NA SUBIDA DA MONTANHA QUE NOS CONDUZ UM ENCONTRO COM JESUS CRISTO.


1- SINAL DA CRUZ


2- OFERECIMENTO - AO ESPÍRITO SANTO COMO INSTRUMENTO PARA QUE A AÇÃO DO ESPÍRITO OPERE EM NÓS.


3- INTENÇÃO- MENCIONAR A GRAÇA PEDIDA OU O MOTIVO DE OFERECIMENTO DA AÇÃO DE GRAÇAS.


4- CRUZ- CREIO


5- PRIMEIRA CONTA- PAI NOSSO

ORAÇÃO INTERPRETAÇÃO

PAI NOSSO QUE ESTAIS NO CÉU: VOCATIVO AO CRIADOR DE TODAS AS COISAS, SITUANDO-O, SIMBOLICAMENTE, NO CÉU ( LUGAR MAIS ALTO, INACESSÍVEL AO HOMEM A PARTIR DE SI MESMO, LUGAR SUPERIOR)

SANTIFICADO SEJA O VOSSO NOME: LOUVAÇÃO A DEUS PELA COMPREENSÃO DE QUE O PRÓPRIO NOME DO CRIADOR TRANSMITE A FORÇA DO SEU PODER. MUITOS ENTENDEM QUE AQUI, O NOME DE DEUS É A EXPRESSÃO EXTERIOR DE SEU SER, TODO O UNIVERSO, POIS A CRIAÇÃO COMO UM TODO EVOCARIA DEUS SIMBOLICAMENTE, UMA VEZ QUE DO VERBO SE FEZ TUDO, TUDO SERIA O VERBO DESDOBRADO, E , ASSIM,
PEDE-SE A SANTIFICAÇÃO DE TUDO O QUE EXISTE.

VENHA A NÓS O VOSSO REINO: O PEDIDO QUE O REINO DE PAZ E JUSTIÇA PROMETIDO SE INSTALE NA TERRA E EM NÓS, DESDE JÁ SÚDITOS FIÉIS.

SEJA FEITA A VOSSA VONTADE: VONTADE AQUI NÃO É SINÔNIMO DE DESEJO, MAS DE FIRME DETERMINAÇÃO INTERIOR, OU SEJA, DECISÃO. PEDE-SE QUE SE CUMPRA A DECISÃO DE DEUS E, POR CONSEGUINTE, QUE
TODAS AS DEMAIS DELIBERAÇÕES HUMANAS SEJAM SIMPLESMENTE SUBMETIDAS AO PODER SUPREMO.

ASSIM NA TERRA COMO NO CÉU: OU SEJA, TANTO EM ASSUNTOS
MERAMENTE HUMANOS QUANTO, NO CAMPO EM QUE REALMENTE IMPORTA, O ESPIRITUAL.

O PÃO NOSSO DE CADA DIA NOS DAI HOJE: LEMBRANDO-SE DE QUE NEM
SÓ DE PÃO VIVE O HOMEM, MAS DE TODA A PALAVRA DIVINA, PEDE-SE A DEUS QUE TODAS AS NOSSAS NECESSIDADES SEJAM ATENDIDAS NAQUELE DIA, CONFIANDO SEMPRE QUE DEUS SUPRIRÁ AMANHÃ AS NECESSIDADES DE AMANHÃ, NÃO PRECISAMOS PEDIR MAIS QUE AS DE HOJE.

PERDOAI AS NOSSAS OFENSAS ASSIM COMO PERDOAMOS A QUEM NOS TEM OFENDIDO: ESSE É O SUPREMO ENSINAMENTO DE JESUS, SÓ PODE PEDIR PERDÃO QUEM O PODE OFERECER, SEMPRE PRECISAMOS DE PERDÃO E SÓ É LÍCITO REZAR O PAI NOSSO SE O PUDERMOS OFERECER SEMPRE E A TODOS. ESSE É UM PEDIDO QUE ZERA, QUE PURIFICA O NOSSO PASSADO.

NÃO NOS DEIXEIS CAIR EM TENTAÇÃO: ESSE É UM PEDIDO QUE BUSCA PREVENIR A REINCIDÊNCIA NO PECADO, NO ERRO, EM VELHOS PADRÕES DE COMPORTAMENTO, PENSAMENTO (LEMBRE-SE DE QUE PARA JESUS PENSAR É IGUAL A AGIR) E OMISSÕES. O CONJUNTO DESTE PEDIDO E DO ANTERIOR NOS QUALIFICA A VIVERMOS PLENAMENTE NO PRESENTE DE DEUS, ÚNICO TEMPO REAL. "TEMPO É PRESENTE, DEUS DÁ O TEMPO, MAS NÃO PERCA O TEMPO DE DEUS".

LIVRAI-NOS DO MAL: O MAL ESTÁ EM NÓS. O MAL EXTERIOR SÓ ATUA PORQUE ENCONTRA REFLEXO DENTRO DE NÓS.

PORQUE VOSSO É O REINO, O PODER E A GLÓRIA PARA SEMPRE. ENTREGA TOTAL AO PODER DE DEUS E RECONHECIMENTO ABSOLUTO DE SER ESSE O ÚNICO CAMINHO AMÉM, SEJA DESSE MODO, DIZEMOS, O QUE SIGNIFICA QUE, ESTA É A MINHA VONTADE, POR ISSO ASSINO E DOU FÉ.

6- AS TRÊS AVÊ-MARIAS

A PRIMEIRA OFERECIDA A DEUS, A SEGUNDA A JESUS E A TERCEIRA AO ESPÍRITO SANTO.


7- GLÓRIA AO PAI E Ó MEU JESUS. ( AS JACULATÓRIAS) . SEMPRE SEM TOMAR NENHUMA CONTA.


8- PAI-NOSSO


9- PRIMEIRA DEZENA (AS BEM-AVENTURANÇAS PROMETIDAS AOS CIDADÃOS DO REINO)

DICIONÁRIO AURÉLIO ELETRÔNICO:


Bem-aventuranças evangélicas. Rel.As máximas de vida promulgadas por Jesus Cristo nos Evangelhos, e que significam a vida segundo as finalidades últimas e a sorte final do homem junto de Deus.


A- PRIMEIRA AVE-MARIA:


Bem-aventurados os humildes de espírito, porque deles é o reino doscéus.

B- SEGUNDA AVE-MARIA:

Bem-aventurados os que choram, porque eles serão consolados.

C- TERCEIRA AVE-MARIA:

Bem-aventurados os mansos, porque eles herdarão a terra.

D- QUARTA AVE-MARIA:

Bem-aventurados os que têm fome e sede de justiça porque eles serão
fartos.

E- QUINTA AVE-MARIA:

Bem-aventurados os misericordiosos, porque eles alcançarão misericórdia.

F-SEXTA AVE-MARIA:

Bem-aventurados os limpos de coração, porque eles verão a Deus.

G- SÉTIMA AVE-MARIA

Bem-aventurados os pacificadores, porque eles serão chamados filhos deDeus.

H- OITAVA AVE-MARIA:

Bem-aventurados os que são perseguidos por causa da justiça, porque deles é o reino dos céus.

I- NONA AVE-MARIA:

Bem-aventurados sois vós, quando vos injuriarem e perseguiram e, mentindo, disserem todo mal contra vós por minha causa. Alegrai-vos e exultai, porque é grande o vosso galardão nos céus; porque assimperseguiram aos profetas que foram antes de vós.

J- DÉCIMA AVE-MARIA:

Bem-aventurados os que ouvem a palavra de Deus e a observam Mas bem-aventurados os vossos olhos, porque vêem, e os vossos ouvidos, porque ouvem. Pois, em verdade vos digo que muitos profetas e justos desejaram ver o que vedes, e não o viram; e ouvir o que ouvis, e não o ouviram.

10- AS JACULATÓRIAS

11- PAI-NOSSO

12- SEGUNDA DEZENA (O CAMINHO DA PERFEIÇÃO PARA OS CIDADÃOS DO REINO)

A- PRIMEIRA AVE-MARIA:


Vós sois o sal da terra; mas se o sal se tornar insípido, com que se há de restaurar-lhe o sabor? para nada mais presta, senão para ser lançado fora, e ser pisado pelos homens.

B- SEGUNDA AVE-MARIA:

Vós sois a luz do mundo. Não se pode esconder uma cidade situada sobre um monte; nem os que acendem uma candeia a colocam debaixo do alqueire, mas no velador, e assim ilumina a todos que estão na casa. Assim resplandeça a vossa luz diante dos homens, para que vejam as vossas boas obras, e glorifiquem a vosso Pai, que está nos céus.

C- TERCEIRA AVE-MARIA:

Não penseis que vim destruir a lei ou os profetas; não vim destruir, mas cumprir. Porque em verdade vos digo que, até que o céu e a terra passem, de modo nenhum passará da lei um só i ou um só til, até que tudo seja cumprido. Qualquer, pois, que violar um destes mandamentos, por menor que seja, e assim ensinar aos homens, será chamado o menor no reino dos céus; aquele, porém, que os cumprir e ensinar será chamado grande no reino dos céus.

D- QUARTA AVE-MARIA:

se a vossa justiça não exceder a dos escribas e fariseus, de modo nenhum entrareis no reino dos céus.

E- QUINTA AVE-MARIA:

Ouvistes que foi dito aos antigos: Não matarás; e, Quem matar será réu de juízo. Eu, porém, vos digo que todo aquele que se encolerizar contra seu irmão, será réu de juízo; e quem disser a seu irmão: Raca, será réu diante do sinédrio; e quem lhe disser: Tolo, será réu do fogo do
inferno. Portanto, se estiveres apresentando a tua oferta no altar, e aí te lembrares de que teu irmão tem alguma coisa contra ti,deixa ali diante do altar a tua oferta, e vai conciliar-te primeiro com teu irmão, e depois vem apresentar a tua oferta. Concilia-te depressa com o teu adversário, enquanto estás no caminho com ele; para que não aconteça que o adversário te entregue ao guarda, e sejas lançado na prisão. Em verdade te digo que de maneira nenhuma sairás dali enquanto não pagares o último ceitil.

F-SEXTA AVE-MARIA:

Ouvistes que foi dito: Não adulterarás. Eu, porém, vos digo que todo aquele que olhar para uma mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela. Se o teu olho direito te faz tropeçar, arranca-o e lança-o de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que seja todo o teu corpo lançado no inferno. E, se a tua mão direita te faz tropeçar, corta-a e lança-a de ti; pois te é melhor que se perca um dos teus membros do que vá todo o teu corpo para o inferno. Também foi dito: Quem repudiar sua mulher, dê-lhe carta de divórcio. Eu, porém, vos digo que todo aquele que repudia sua mulher, a não ser por causa de infidelidade, a faz adúltera; e quem casar com a repudiada, comete adultério.

G- SÉTIMA AVE-MARIA

Outrossim, ouvistes que foi dito aos antigos: Não jurarás falso, mas cumprirás para com o Senhor os teus juramentos. Eu, porém, vos digo que de maneira nenhuma jureis; nem pelo céu, porque é o trono de Deus; nem pela terra, porque é o escabelo de seus pés; nem por Jerusalém, porque é a cidade do grande Rei; nem jures pela tua cabeça, porque não podes tornar um só cabelo branco ou preto. Seja, porém, o vosso falar: Sim, sim; não, não; pois o que passa daí, vem do Maligno.

H- OITAVA AVE-MARIA:

Ouvistes que foi dito: Olho por olho, e dente por dente. Eu, porém, vos digo que não resistais ao homem mau; mas a qualquer que te bater na face direita, oferece-lhe também a outra; e ao que quiser pleitear contigo, e tirar-te a túnica, larga-lhe também a capa; e, se qualquer te obrigar a caminhar mil passos, vai com ele dois mil. Dá a quem te pedir, e não voltes as costas ao que quiser que lhe emprestes.

I- NONA AVE-MARIA:

Ouvistes que foi dito: Amarás ao teu próximo, e odiarás ao teu inimigo.Eu, porém, vos digo: Amai aos vossos inimigos, e orai pelos que vos perseguem; para que vos torneis filhos do vosso Pai que está nos céus; porque ele faz nascer o seu sol sobre maus e bons, e faz chover sobre justos e injustos. Pois, se amardes aos que vos amam, que recompensa tereis? não fazem os publicanos também o mesmo? E, se saudardes somente os vossos irmãos, que fazeis demais? não fazem os gentios também o mesmo?

J- DÉCIMA AVE-MARIA:


Sede vós, pois, perfeitos, como é perfeito o vosso Pai celestial.

13- AS JACULATÓRIAS

14- PAI-NOSSO

15- TERCEIRA DEZENA (CONDENAÇÃO À HIPOCRISIA E EXORTAÇÃO AOS CIDADÃOS DO REINO À VERDADE PLENA, FUGINDO PRINCIPALMENTE DO AUTO-ENGANO)

A- PRIMEIRA AVE-MARIA:


Guardai-vos de fazer as vossas boas obras diante dos homens, para serdes vistos por eles; de outra sorte não tereis recompensa junto de vosso Pai, que está nos céus.Quando, pois, deres esmola, não faças tocar trombeta diante de ti, como fazem os hipócritas nas sinagogas e nas
ruas, para serem glorificados pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa. Mas, quando tu deres esmola, não saiba a tua mão esquerda o que faz a direita;para que a tua esmola fique em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

B- SEGUNDA AVE-MARIA:

E, quando orardes, não sejais como os hipócritas; pois gostam de orar em pé nas sinagogas, e às esquinas das ruas, para serem vistos pelos homens. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa.Mas tu, quando orares, entra no teu quarto e, fechando a porta, ora a teu Pai que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

C- TERCEIRA AVE-MARIA:

E, orando, não useis de vãs repetições, como os gentios; porque pensam que pelo seu muito falar serão ouvidos. Não vos assemelheis, pois, a eles; porque vosso Pai sabe o que vos é necessário, antes de vós lho pedirdes. Portanto, orai vós deste modo: Pai nosso que estás nos céus, santificado seja o teu nome; venha o teu reino, seja feita a tua vontade, assim na terra como no céu; o pão nosso de cada dia nos dá hoje; e perdoa-nos as nossas dívidas, assim como nós também temos perdoado aos nossos devedores; e não nos deixes entrar em tentação; mas livra-nos do mal. [Porque teu é o reino e o poder, e a glória, para sempre, Amém.]

D- QUARTA AVE-MARIA:

Porque, se perdoardes aos homens as suas ofensas, também vosso Pai celestial vos perdoará a vós;se, porém, não perdoardes aos homens, tampouco vosso Pai perdoará vossas ofensas.

E- QUINTA AVE-MARIA:

Quando jejuardes, não vos mostreis contristrados como os hipócritas; porque eles desfiguram os seus rostos, para que os homens vejam que estão jejuando. Em verdade vos digo que já receberam a sua recompensa. Tu, porém, quando jejuares, unge a tua cabeça, e lava o teu rosto, para não mostrar aos homens que estás jejuando, mas a teu Pai, que está em secreto; e teu Pai, que vê em secreto, te recompensará.

F-SEXTA AVE-MARIA:

Não ajunteis para vós tesouros na terra; onde a traça e a ferrugem os consomem, e onde os ladrões minam e roubam; mas ajuntai para vós tesouros no céu, onde nem a traça nem a ferrugem os consumem, e onde os ladrões não minam nem roubam. Porque onde estiver o teu tesouro, aí estará também o teu coração.

G- SÉTIMA AVE-MARIA

A candeia do corpo são os olhos; de sorte que, se os teus olhos forem bons, todo teu corpo terá luz; se, porém, os teus olhos forem maus, o teu corpo será tenebroso. Se, portanto, a luz que em ti há são trevas, quão grandes são tais trevas!

H- OITAVA AVE-MARIA:

Ninguém pode servir a dois senhores; porque ou há de odiar a um e amar o outro, ou há de dedicar-se a um e desprezar o outro. Não podeis servir a Deus e às riquezas.

I- NONA AVE-MARIA:

Por isso vos digo: Não estejais ansiosos quanto à vossa vida, pelo que haveis de comer, ou pelo que haveis de beber; nem, quanto ao vosso corpo, pelo que haveis de vestir. Não é a vida mais do que o alimento, e o corpo mais do que o vestuário? Olhai para as aves do céu, que não semeiam, nem ceifam, nem ajuntam em celeiros; e vosso Pai celestial as alimenta. Não valeis vós muito mais do que elas? Ora, qual de vós, por mais ansioso que esteja, pode acrescentar um côvado à sua estatura? E pelo que haveis de vestir, por que andais ansiosos? Olhai para os lírios do campo, como crescem; não trabalham nem fiam; contudo vos digo que nem mesmo Salomão em toda a sua glória se vestiu como um deles. Pois, se Deus assim veste a erva do campo, que hoje existe e amanhã é lançada no forno, quanto mais a vós, homens de pouca fé? Portanto, não vos inquieteis, dizendo: Que havemos de comer? ou: Que havemos de beber? ou: Com que nos havemos de vestir? (Pois a todas estas coisas os gentios procuram.) Porque vosso Pai celestial sabe que precisais de tudo isso. Mas buscai primeiro o seu reino e a sua justiça, e todas estas coisas vos serão acrescentadas.

J- DÉCIMA AVE-MARIA:

Não vos inquieteis, pois, pelo dia de amanhã; porque o dia de amanhã cuidará de si mesmo. Basta a cada dia o seu mal.

16- AS JACULATÓRIAS

17- PAI-NOSSO

18- QUARTA DEZENA ( MAIS DEVERES E DIREITOS DO CIDADÃO DO REINO)

A- PRIMEIRA AVE-MARIA:

Não julgueis, para que não sejais julgados. Porque com o juízo com que julgais, sereis julgados; e com a medida com que medis vos medirão a vós. E por que vês o argueiro no olho do teu irmão, e não reparas na trave que está no teu olho? Ou como dirás a teu irmão: Deixa-me tirar o argueiro do teu olho, quando tens a trave no teu? Hipócrita! Tira primeiro a trave do teu olho; e então verás bem para tirar o argueiro do olho do teu irmão.

B- SEGUNDA AVE-MARIA:

Não deis aos cães o que é santo, nem lanceis aos porcos as vossas pérolas, para não acontecer que as calquem aos pés e, voltando-se, vos despedacem.

C- TERCEIRA AVE-MARIA:

Pedí, e dar-se-vos-á; buscai, e achareis; batei e abrir-se-vos-á. Pois todo o que pede, recebe; e quem busca, acha; e ao que bate, abrir-se-lhe-á. Ou qual dentre vós é o homem que, se seu filho lhe pedir pão, lhe dará uma pedra? Ou, se lhe pedir peixe, lhe dará uma serpente? Se vós, pois, sendo maus, sabeis dar boas dádivas a vossos filhos, quanto mais vosso Pai, que está nos céus, dará boas coisas aos que lhas pedirem?

D- QUARTA AVE-MARIA:

Portanto, tudo o que vós quereis que os homens vos façam, fazei-lho também vós a eles; porque esta é a lei e os profetas.

E- QUINTA AVE-MARIA:

Entrai pela porta estreita; porque larga é a porta, e espaçoso o caminho que conduz à perdição, e muitos são os que entram por ela; e porque estreita é a porta, e apertado o caminho que conduz à vida, e poucos são os que a encontram.

F-SEXTA AVE-MARIA:

Guardai-vos dos falsos profetas, que vêm a vós disfarçados em ovelhas, mas interiormente são lobos devoradores. Pelos seus frutos os conhecereis. Colhem-se, porventura, uvas dos espinheiros, ou figos dos abrolhos? Assim, toda árvore boa produz bons frutos; porém a árvore má produz frutos maus. Uma árvore boa não pode dar maus frutos; nem uma árvore má dar frutos bons. Toda árvore que não produz bom fruto é cortada e lançada no fogo. Portanto, pelos seus frutos os conhecereis.

G- SÉTIMA AVE-MARIA

Nem todo o que me diz: Senhor, Senhor! entrará no reino dos céus, mas aquele que faz a vontade de meu Pai, que está nos céus. Muitos me dirão naquele dia: Senhor, Senhor, não profetizamos nós em teu nome? e em teu nome não expulsamos demônios? e em teu nome não fizemos muitos milagres? Então lhes direi claramente: Nunca vos conheci; apartai-vos de mim, vós que praticais a iniquidade.

H- OITAVA AVE-MARIA:

Todo aquele, pois, que ouve estas minhas palavras e as põe em prática, será comparado a um homem prudente, que edificou a casa sobre a rocha. E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa; contudo não caiu, porque estava fundada sobre a rocha.

I- NONA AVE-MARIA:

Mas todo aquele que ouve estas minhas palavras, e não as põe em prática, será comparado a um homem insensato, que edificou a sua casa sobre a areia. E desceu a chuva, correram as torrentes, sopraram os ventos, e bateram com ímpeto contra aquela casa, e ela caiu; e grande foi a sua queda.

J- DÉCIMA AVE-MARIA:

Segue-me, e deixa os mortos sepultarem os seus próprios mortos.

19- AS JACULATÓRIAS

20- PAI-NOSSO

21- QUINTA DEZENA ( PARÁBOLAS DO REINO)

A- PRIMEIRA AVE-MARIA:

Eis que o semeador saiu a semear. e quando semeava, uma parte da semente caiu à beira do caminho, e vieram as aves e comeram. E outra parte caiu em lugares pedregosos, onde não havia muita terra: e logo nasceu, porque não tinha terra profunda; mas, saindo o sol, queimou-se e, por não Ter raiz, secou-se. E outra caiu entre espinhos; e os espinhos cresceram e a sufocaram. Mas outra caiu em boa terra, e dava fruto, um a cem, outro a sessenta e outro a trinta por um. Quem tem ouvidos, ouça. ( A todo o que ouve a palavra do reino e não a entende, vem o Maligno e arrebata o que lhe foi semeado no coração; este é o que foi semeado à beira do caminho. E o que foi semeado nos lugares pedregosos, este é o que ouve a palavra, e logo a recebe com alegria; mas não tem raiz em si mesmo, antes é de pouca duração; e sobrevindo a angústia e a perseguição por causa da palavra, logo se escandaliza. E o que foi semeado entre os espinhos, este é o que ouve a palavra; mas os cuidados deste mundo e a sedução das riquezas sufocam a palavra, e ela fica infrutífera. Mas o que foi semeado em boa terra, este é o que ouve a palavra, e a entende; e dá fruto, e um produz cem, outro sessenta, e outro trinta.)


B- SEGUNDA AVE-MARIA:

O reino dos céus é semelhante ao homem que semeou boa semente no seu campo; mas, enquanto os homens dormiam, veio o inimigo dele, semeou joio no meio do trigo, e retirou-se. Quando, porém, a erva cresceu e começou a espigar, então apareceu também o joio. Chegaram, pois, os servos do proprietário, e disseram-lhe: Senhor, não semeaste no teu campo boa semente? Donde, pois, vem o joio? Respondeu-lhes: Algum inimigo é quem fez isso. E os servos lhe disseram: Queres, pois, que vamos arrancá-lo? Ele, porém, disse: Não; para que, ao colher o joio, não arranqueis com ele também o trigo. Deixai crescer ambos juntos até a ceifa; e, por ocasião da ceifa, direi aos ceifeiros: Ajuntai primeiro o joio, e atai-o
em molhos para o queimar; o trigo, porém, recolhei-o no meu celeiro. ( O que semeia a boa semente é o Filho do homem; o campo é o mundo; a boa semente são os filhos do reino; o joio são os filhos do maligno; o inimigo que o semeou é o Diabo; a ceifa é o fim do mundo, e os celeiros são os anjos. Pois assim como o joio é colhido e queimado no fogo, assim será no fim do mundo. Mandará o Filho do homem os seus anjos, e eles ajuntarão do seu reino todos os que servem de tropeço, e os que praticam a iniquidade, e lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes. Então os justos resplandecerão como o sol, no reino de seu Pai. Quem tem ouvidos, ouça.)

C- TERCEIRA AVE-MARIA:

Propôs-lhes outra parábola, dizendo: O reino dos céus é semelhante a um grão de mostarda que um homem tomou, e semeou no seu campo; o qual é realmente a menor de todas as sementes; mas, depois de ter crescido, é a maior das hortaliças, e faz-se árvore, de sorte que vêm as aves do céu, e se aninham nos seus ramos.

D- QUARTA AVE-MARIA:

O reino dos céus é semelhante a um tesouro escondido no campo, que um homem, ao descobrí-lo, esconde; então, movido de gozo, vai, vende tudo quanto tem, e compra aquele campo.

E- QUINTA AVE-MARIA:

O reino dos céus é semelhante ao fermento que uma mulher tomou e misturou com três medidas de farinha, até ficar tudo levedado.o reino dos céus é semelhante a um negociante que buscava boas pérolas; e encontrando uma pérola de grande valor, foi, vendeu tudo quanto tinha, e a comprou.

F-SEXTA AVE-MARIA:

Igualmente, o reino dos céus é semelhante a uma rede lançada ao mar, e que apanhou toda espécie de peixes. E, quando cheia, puxaram-na para a praia; e, sentando-se, puseram os bons em cestos; os ruins, porém, lançaram fora. Assim será no fim do mundo: sairão os anjos, e separarão os maus dentre os justos, e lançá-los-ão na fornalha de fogo; ali haverá choro e ranger de dentes.

G- SÉTIMA AVE-MARIA


Porque o reino dos céus é semelhante a um homem, proprietário, que saiu de madrugada a contratar trabalhadores para a sua vinha. Ajustou com os trabalhadores o salário de um denário por dia, e mandou-os para a sua vinha. Cerca da hora terceira saiu, e viu que estavam outros, ociosos, na praça, e disse-lhes: Ide também vós para a vinha, e dar-vos-ei o que for justo. E eles foram. Outra vez saiu, cerca da hora sexta e da nona, e fez o mesmo. Igualmente, cerca da hora undécima, saiu e achou outros que lá estavam, e perguntou-lhes: Por que estais aqui ociosos o diatodo? Responderam-lhe eles: Porque ninguém nos contratou. Disse-lhes ele: Ide também vós para a vinha. Ao anoitecer, disse o senhor da vinha ao seu mordomo: Chama os trabalhadores, e paga-lhes o salário, começando pelos últimos até os primeiros. Chegando, pois, os que tinham ido cerca da hora undécima, receberam um denário cada um. Vindo, então, os primeiros, pensaram que haviam de receber mais; mas do mesmo modo receberam um denário cada um. E ao recebê-lo, murmuravam contra o proprietário, dizendo: Estes últimos trabalharam somente uma hora, e os igualastes a nós, que suportamos a fadiga do dia inteiro e o forte calor. Mas ele, respondendo, disse a um deles: Amigo, não te faço injustiça; não ajustaste comigo um denário? Toma o que é teu, e vai-te; eu quero dar a este último tanto como a ti. Não me é lícito fazer o que quero do que é meu? Ou é mau o teu olho porque eu sou bom? Assim os últimos serão primeiros, e os primeiros serão últimos.

H- OITAVA AVE-MARIA:

O reino dos céus é semelhante a um rei que celebrou as bodas de seu filho. Enviou os seus servos a chamar os convidados para as bodas, e estes não quiseram vir. Depois enviou outros servos, ordenando: Dizei aos convidados: Eis que tenho o meu jantar preparado; os meus bois e cevados já estão mortos, e tudo está pronto; vinde às bodas. Eles, porém, não fazendo caso, foram, um para o seu campo, outro para o seu negócio; e os outros, apoderando-se dos servos, os ultrajaram e mataram. Mas o rei encolerizou-se; e enviando os seus exércitos, destruiu aqueles homicidas, e incendiou a sua cidade. Então disse aos seus servos: As bodas, na verdade, estão preparadas, mas os convidados não eram dignos. Ide, pois, pelas encruzilhadas dos caminhos, e a quantos encontrardes, convidai-os para as bodas. E saíram aqueles servos pelos caminhos, e ajuntaram todos quantos encontraram, tanto maus como bons; e encheu-se de convivas a sala nupcial. Mas, quando o rei entrou para ver os convivas, viu ali um homem que não trajava veste nupcial; e perguntou-lhe: Amigo, como entraste aqui, sem teres veste nupcial? Ele, porém, emudeceu. Ordenou então o rei aos servos: Amarrai-o de pés e mãos, e lançai-o nas trevas exteriores; ali haverá choro e ranger de dentes. Porque muitos são chamados, mas poucos escolhidos.

I- NONA AVE-MARIA:

Qual de vós é o homem que, possuindo cem ovelhas, e perdendo uma delas, não deixa as noventa e nove no deserto, e não vai após a perdida até que a encontre? E achando-a, põe-na sobre os ombros, cheio de júbilo; e chegando a casa, reúne os amigos e vizinhos e lhes diz: Alegrai-vos comigo, porque achei a minha ovelha que se havia perdido. Digo-vos que assim haverá maior alegria no céu por um pecador que se arrepende, do que por noventa e nove justos que não necessitam de arrependimento. Ou qual é a mulher que, tendo dez dracmas e perdendo uma dracma, não acende a candeia, e não varre a casa, buscando com diligência até encontrá-la? E achando-a, reúne as amigas e vizinhas, dizendo: Alegrai-vos comigo, porque achei a dracma que eu havia perdido. Assim, digo-vos, há alegria na presença dos anjos de Deus por um só pecador que se arrepende. Disse-lhe mais: Certo homem tinha dois filhos. O mais moço deles disse ao pai: Pai, dá-me a parte dos bens que me toca. Repartiu-lhes, pois, os seus haveres. Poucos dias depois, o filho mais moço ajuntando tudo, partiu para um país distante, e ali desperdiçou os seus bens, vivendo dissolutamente. E, havendo ele dissipado tudo, houve naquela terra uma grande fome, e começou a passar necessidades. Então foi encontrar-se a um dos cidadãos daquele país, o qual o mandou para os seus campos a apascentar porcos. E desejava encher o estômago com as alfarrobas que os porcos comiam; e ninguém lhe dava nada. Caindo, porém, em si, disse: Quantos empregados de meu pai têm abundância de pão, e eu aqui pereço de fome! Levantar-me-ei, irei ter com meu pai e dir-lhe-ei: Pai, pequei contra o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu filho; trata-me como um dos teus empregados. Levantou-se, pois, e foi para seu pai. Estando ele ainda longe, seu pai o viu, encheu-se de compaixão e, correndo, lançou-se-lhe ao pescoço e o beijou. Disse-lhe o filho: Pai, pequei conta o céu e diante de ti; já não sou digno de ser chamado teu
filho. Mas o pai disse aos seus servos: Trazei depressa a melhor roupa, e vesti-lha, e ponde-lhe um anel no dedo e alparcas nos pés; trazei também o bezerro, cevado e matai-o; comamos, e regozijemo-nos, porque este meu filho estava morto, e reviveu; tinha-se perdido, e foi achado. E começaram a regozijar-se. Ora, o seu filho mais velho estava no campo; e quando voltava, ao aproximar-se de casa, ouviu a música e as danças; e chegando um dos servos, perguntou-lhe que era aquilo. Respondeu-lhe este: Chegou teu irmão; e teu pai matou o bezerro cevado, porque o recebeu são e salvo. Mas ele se indignou e não queria entrar. Saiu então o pai e instava com ele. Ele, porém, respondeu ao pai: Eis que há tantos anos te sirvo, e nunca transgredi um mandamento teu; contudo nunca me deste um cabrito para eu me regozijar com meus amigos; vindo, porém, este teu filho, que desperdiçou os teus bens com as meretrizes, mataste-lhe o bezerro cevado. Replicou-lhe o pai: Filho, tu sempre estás comigo, e tudo o que é meu é teu; era justo, porém, regozijarmo-nos e alegramo-nos, porque este teu irmão estava morto, e reviveu; tinha-se perdido, e foi achado.


J- DÉCIMA AVE-MARIA:

Da figueira, pois, aprendei a parábola: Quando já o seu ramo se torna tenro e brota folhas, sabeis que está próximo o verão.

22-SALVE RAINHA

FIM DO TERÇO DOS ENSINAMENTOS OU TERÇO DO SERMÃO DA MONTANHA


Página Principal